Precisamos falar de alinhamento…

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

alinhamento

Já havíamos falado sobre alinhamento de superfícies no post COMO MODELAR UMA RODA NO ALIAS.

Se você deseja aprender a modelar objetos seja para visualização, render, impressão ou a trabalho não perca esse post.

A imagem acima ilustra o conceito. No primeiro exemplo temos o encontro de duas superfícies com posição (G0) ou seja, um exemplo claro de teórico. Mostrando superfícies conectadas sem nenhuma transição entre elas.

No segundo modelo encontra-se uma pequena transição sobre as superfícies, modificando a luz que estava mais concentrada. Existe uma terceira superfície conectando e espalhando a luz do elemento, tendo um gráfico de tangência (G1).

Caso haja um teórico, a conexão entre elas utilizando uma terceira superfície pode ser circular (através de um raio contínuo) ou cordal (com raio variável).

No gráfico de curvatura (G2) podemos identificar que a luz da superfície atravessa (sem modificação) para outra superfície, demonstrando conexão contínua e invariável.

Por conseguinte quanto maior for a conexão dos cv’s maior será a luz espalhada de ambos os lados. A imagem abaixo demonstra a influência de um ponto com o outro.

alinhamento

A medida que aumenta o gráfico de ligação das superfícies, ocorre na mesma proporção o aumento da influência dos cv’s conectados. Veja na imagem abaixo

alinhamentoGráficos conectam uma linha na outra através de alinhamento. Lembrando que a partir de uma linha pode surgir uma superfície e a qualidade da mesma irá ser proveniente da qualidade da linha.

alinhamento

Caso queira saber mais sobre o assunto acesse o link direto da autodesk knowledge sobre G0,G1,G2 e G3 e um post sobre continuidade em linhas

assinar-newsletter